.

por Monique Burigo Marin às 1:34 PM

                               Só faço essa dor doer ainda mais, tento matá-la, mas ela não morre.

                                                                                                                      Monique Burigo Marin

9 comentários on "."

Camyli Alessandra on 16 de janeiro de 2011 19:29 disse...

enquanto o sentimento ainda tiver cor a dor nunca é em vão.

feя. on 16 de janeiro de 2011 23:05 disse...

Essas dores que insistem em ser sentidas... eu tinha uma há quase um ano, ela morreu anteontem. (não tô brincando)
E você sempre brilhante em cada letra, né, Monique?!...

até...^^
fer.

Sandro Batista on 17 de janeiro de 2011 00:21 disse...

Monique,

Primeiro o visual de seu blog é espetacular.
Segundo, sua postagem é tão contundente, imagem e uma simples frase. Não sei que sentido exato vc tentou alcançar, mas num primeiro momento, a frase, associada a cor do sangue que sai do peito, me pareceu algo com conotação de um conflito relativo à sexualidade. Se a intenção não foi essa, daria um excelente post do gênero.

Parabéns!

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

gabs on 17 de janeiro de 2011 12:26 disse...

Nunca para, nunca...

Lucas Montenegro on 18 de janeiro de 2011 15:01 disse...

E eu te digo, quando a dor morre, fica um espaço vazio que temos que saber preencher, senão pode só trocar de dor...

Lucas Montenegro on 18 de janeiro de 2011 15:01 disse...

E eu te digo, quando a dor morre, fica um espaço vazio que temos que saber preencher, senão pode só trocar de dor...

Francisco Jamess on 5 de fevereiro de 2011 01:44 disse...

Divulgando o lançamento do meu novo livro: CONTOS LACONIZADOS!

Disponível para download no link:
http://adegadobardo.blogspot.com/2011/02/contos-laconizados-o-novo-livro-de.html

(Apague esse comentário se for contra propaganda gratuita no seu blog. Na verdade meu interesse é que VOCÊ dê uma olhada no livro.)

Obrigado =]

MissMarina on 19 de fevereiro de 2011 12:20 disse...

adorei seu blog, muito lindo

http://makeit3d.blogspot.com/

Daniele on 26 de fevereiro de 2011 23:12 disse...

Ah, gostei fala muito do que as pessoas no fundo sentem em seu ítimo, uma expressão à la Clarice, que nos disperta para outras dimensões de pensamentos e reflexões.
Lindos escritos, parabéns!
visite meu blog também =)
Abraços!

 

Template e imagens do layout por Wiliam Jose Koester.