O despertar.

por Monique às 4:54 PM
Parecia ruim demais para ser verdade. E era.

Finalmente, Isabel despertou. Estava chorando involuntariamente. Mas, quando sentiu as mãos formigarem e viu as estrelas grudadas no teto as lágrimas cessaram. Deu alguns beliscões no próprio braço – só por precaução – e sentiu doer. Sorriu. Fora só um pesadelo, toda a dor era ilusão. A mulher morta e a isca também. Desde então, tudo se tornou mais doce.
Durante algum tempo esteve presa em um universo de amargura. Angustiada, lutava contra a própria mente. Agora ela se libertou. Está de volta. Mais feliz do que nunca.
Aprendeu até a cozinhar sem colocar fogo nos panos de louça, cresceu um centímetro, visitou um velho amigo, abriu as janelas e disse olá ao sol – ela sempre o detestara, mas isso estava mudando também.
Descalçou os sapatos e pisou na grama, sujou as roupas no barro e os pés nas poças de chuva. Lavou a alma. Entrou em casa e deixou pegadas.
Descobriu-se viva e colocou o som de Beatles no último volume para confirmar suas suspeitas de que isso voltaria a fazê-la sentir o coração bater ritmado, como a bateria. Sem dores de cabeça. Sem o medo e sem a vontade de fugir que o som alto lhe provocara tempos atrás. Tudo em sincronia.
Andam dizendo por aí que ela enlouqueceu. Que anda conversando com formigas e abraçando árvores, que cortou o lindo cabelo na altura dos ombros. – quando Isabel decide mudar, começa sempre pelo cabelo.
E em meio a sua loucura de ser feliz, só por um instante pensou que talvez, com a força do pensamento pudesse fazer alguém lembrar-se dela. Mas lembrar-se dos outros já lhe pareceu suficientemente bom.
Mal sabia ela, que alguém do outro lado da rua, atrás de uma janela, lembrou-se que atrás da janela dela estava ela. Aliás, ele lembrava disso o tempo todo, principalmente quando tocava gaita de boca e aguardava ansioso sua aparição.
Mal sabia ela, que a vida além de bela, estava apenas começando.


Monique.

9 comentários on "O despertar."

Meire on 8 de maio de 2009 17:00 disse...

'Viver é melhor que sonhar'.

Sofia on 8 de maio de 2009 19:35 disse...

a-do-rei o teu blog *----*
muiito MARA, parabéns.
:**

Lina :) on 8 de maio de 2009 20:00 disse...

Deixa eu perguntar? Deixa?
Estes trechos são trechos de um futuro livro?
Porque se não são, devem ser!
Sério, Monique.
Adorei o texto e a imagem ultra fofa da postagem.
me identifiquei com algumas coisas, também. Estranho.

Beijos :*

JOAO DE LUCAS AMARAL disse...

AWDÇL,]SEF~´,´~DH,HJMOTZDHNI3UHRNIANLKDFNLKJFCND ;DMRYYTUJ;YPOHNK´HJFOBÍCFKFMGPOKVJOFGHDUHDUFHGWE9FIONH8PVYU9B
[

EMBOLOTEI

LIAM GALLAGHER disse...

SOOOOOOOOOOOOOOOOO

SALLLLLLLLLLLLLLLLLY CAN WAIT

SHE SNOW IS TO LATEEEEEEEEEEEEEEEEE

AS WE WALK ON WAAAAAAAAAAAAAAI

AND

SOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

SIZE WAY

BUT DONT LOOK BACK IN ANGER

I HEART YOU SAYYYYYYYYYYYYY

*SOLO DE GUITARRA*

Rodrigo Yoshizumi on 12 de maio de 2009 22:00 disse...

oi, Monique!
vim agradecer pelo comentário no meu blog e conhecer o seu.
Gostei bastante dele, bem caprichado ;) Parabéns!

Quanto ao texto, achei bom e me senti preso à personagem. Gosto muito de textos ricos em descrições e você faz isso muito bem!

:D

bjos!

Clóvis André on 13 de maio de 2009 14:14 disse...

Ah monique , que perfeição são teus textos! Falo isso de coração , nossa sinto ele amolecer ao ler cada palavra que escreves.
Gostei mto desse , amo os personagens q cria , eles parecem ser especiais...sei lá... Nem eu sei explicar.
Amei a parte dos Beatles , lembrei de mim , quando passava a tarde inteira em casa e fazia meu deveres de casa ouvindo os próprios.Rs
Parece q teus textos são um sonho , e quando eu acabo de ler , me sinto acordar de algo , vou ler o outro abaixo já já...
Nossa andei meio sumido , faz tempo q n atualizava meu blog , postei algo bem bobinho , parece q desaprendi a escrever... ehhehe
Tbm , o colégio , os assuntos... É tudo tão depressivo pra mim as vezes, hahaha , principalmente a matemática... os números me odeiam. rS.
Eu entendi assim , q Isabel era uma menina fechada para as coisas boas do mundo , e as pessoas com a qual convivia a viam de um jeito frio , por ela ser fria em algumas circunstâncias. Mas como o mundo é feito de mudanças , ela resolveu mudar com o mundo.
Rs... Dei minha analisada. rs
bjão

Mαяiн ♥ on 16 de maio de 2009 10:59 disse...

Lindo . *-*

Gustavo Machado on 19 de maio de 2009 14:54 disse...

Acho que além do gosto pela criação de personagens, também compartilhamos a admiração pelos Beatles :)
lindo texto!
beijos

 

Template e imagens do layout por Wiliam Jose Koester.