245

por Monique Burigo Marin às 4:03 PM


Que bom que você está aqui. Preciso te contar que atravessei meu peito com a faca de churrasco – prometa nunca mais usar uma. Desculpe se manchei o tapete, o sofá, as almofadas, a parede. Meu sangue deve estar por toda parte. Eu sempre fui incompatível mesmo.
 Desculpe por toda a bagunça que eu deixei. Mas já estava na hora de trocar a mobília. Já estava mais do que na hora de seguirmos em frente. Tive uma overdose de Elliott Smith e tomei coragem. Não estou arrependida, nada pode ser pior que este lugar. Por favor, não se culpe. Nem o seu amor poderia me salvar de mim. A sensação da lâmina fria perfurando a pele foi a melhor que tive em anos.

“Been pushed away and I'll never go back”

Monique Burigo Marin

3 comentários on "245"

Lika on 21 de maio de 2012 13:37 disse...

Nossa Elliot Smith engraçado q eu estou conhecendo ele só agora, e vejo esse post seu! Tempo perfeito! =]

Dan Arsky Lombardi on 29 de maio de 2012 19:22 disse...

Se foi.
Adeus, pra sempre.

http://www.youtube.com/watch?v=KR0NlN8upnY

Andressa Melo on 24 de junho de 2012 13:37 disse...

Mas como! Se elliott smith só me deixa com vontade de pular do abismo ou escrever sobre isso!
E se só a faca do churrasco vai trazer ao moribundo um flash de vivacidade, que seja então!

 

Template e imagens do layout por Wiliam Jose Koester.