Vestígio

por Monique Burigo Marin às 10:35 PM
Imagem: Brian M. Viveros <3

Meu indicador tem uma nova cicatriz em espiral, por tua causa. É que acompanhei as formas disformes do teu cabelo e acabei ferida. Atravessei tua armadura sem dificuldades e estou começando a compreender o porquê: Ela foi vestida do avesso.

Eu que gosto de inventar, inventei palavras para a nossa linguagem averbal, mas nem mesmo o meu vocabulário inventado foi o bastante para preencher tanto silêncio. Desculpe se te observo com estas mãos que nada esquecem. É meu jeito de tentar te entender. Acho que até senti teu grito passar pelos poros e veias. Fique ao meu lado.

Tua cicatriz sem história não me deixa partir, nem ficar, nem dormir. Há uma promessa não feita que estou devendo.  Dissolve-se enquanto o tempo corre. Enquanto o tempo corre. O tempo corre... Corre! Antes que tuas pernas esqueçam como era andar antes de mim.


Monique Burigo Marin

3 comentários on "Vestígio"

Dan Arsky Lombardi on 27 de outubro de 2011 23:14 disse...

As histórias das cicatrizes. Já falamos nisso outro dia. Marcas são a melhor forma de jamais esquecer.
E por sorte minha, estava selecionando com o cursor para ler. Desvendei um segredo de letras brancas mimetizadas, me sinto como um Sherlock de padaria.

Iguimarães on 29 de outubro de 2011 20:55 disse...

gostei muito.
Fixação por cicatrizes,ein
Acho que esse foi um dos melhores...

Não se afobe não que nada é pra já haha

relaxa

Patrícia ♥ on 10 de novembro de 2011 21:03 disse...

Que lindo aqui *--*
eu super adorei

estou seguindo..
retribui??

beijos
http://momentosdapathy.blogspot.com
http://pathyoliver.blogspot.com

 

Template e imagens do layout por Wiliam Jose Koester.